SOBREPOSIÇÃO DE PERFUMES: Você sabe o que é sobreposição de perfumes – ou “layering”?

A sobreposição de perfumes, também conhecida como layering, é uma técnica que sobrepõe fragrâncias diferentes na pele, criando camadas de perfume. É uma ótima forma de personalizar a sua identidade olfativa e expandir ainda mais suas opções de perfumaria de acordo com seu estilo.

Para realizar a sobreposição de perfume é necessário estudar sobre família olfativa das fragrâncias. Se a colônia tem cedro nas notas de fundo, por exemplo, você pode escolher Eau de Toilette Cedro, para construir camadas. Se você não sabe muito sobre família olfativa, vale dizer que todo o caminho olfativo está descrito nas embalagens das colônias e perfumes.

A ideia da sobreposição de perfumes é brincar com contrastes. Por isso, uma das fragrâncias precisa ser mais intensa que a outra. Por exemplo, um perfume amadeirado com um floral fresco ou aromático, assim como um adocicado combinando com um cítrico.

Para o layering, o ideal é passar primeiro o perfume mais encorpado. Aplicar antes a fragrância de fundo nos pulsos, no pescoço e no colo. Depois, eu aplicar o frescor. Se você aplicar esse antes, ao passar o mais intenso, ele ‘mata’ o suave.

Você pode aplicar as fragrâncias suaves de forma abundante, não só por cima da primeira opção, mas também em outras partes do corpo, como no joelho, atrás das pernas, até pensando no uso de vestidos, shorts e saias nos dias quentes.

Separamos algumas dicas de como realizar o Layering:

1. Junte os pares
Se esta é a primeira vez que você faz a sobreposição, tente combinar as fragrâncias que são parecidas olfativamente ou que se complementam. As levinhas com as levinhas, as florais com as florais cítricas etc. Deixe para se aventurar em combinações mais exóticas quando pegar a mão da sobreposição.

Tente:

Dolce Gabanna Light Blue (cítrico floral) + Marc Jacobs Daisy Eau so Fresh (floral levinho)

Hermès Jardin de Monsieur Li (cítrico refrescante) + Annick Goutal Le Nuits d’Hadrien (cítrico mais “quentinho”)

2. Trabalhe com opostos
Quando ganhar mais coragem, experimente sobrepor fragrâncias que sejam o oposto uma da outra. As mais docinhas com as mais cítricas, as mais picantes (têm um quê de tempero, de pimenta) com as doces, as superflorais com as masculinas – as do namorado ou marido.

Tente:

Davidoff Cool Water (masculino) + Dolce Gabanna Velvet Rose (feminino)

Tommy Hilfiger Hilfiger Peach Blossom (frutal) + Viktor & Rolf Flowerbomb (amadeirado aveludado)

3. Calcule os “pesos”
Perfumes de composição marcantes, com notas ultra gourmands, madeira Oud e patchouli, são as composições mais difíceis de sobrepor, pois já têm uma assinatura olfativa muito singular. Neste caso experimente trazer mais leveza, reaplicando um perfume bem cítrico, para “aerar” as notas mais marcantes.

Tente:


Thierry Mugler Alien (bem ambarado) + Marc Jacobs Kumquat (cítrico)

Balmain Ambre Gris (super especiado) + Lancôme Ô (floral verde, cítrico)

4. Use a rosa de coringa
Os maiores coringas olfativos são as fragrâncias florais mais leves à base de rosa. Ela combina com todas as variações de fragrâncias, funciona superbem em sobreposições e dá um toque ultra feminino e leve para a misturinha final.

Exemplo: Diesel Fuel for Life (floralzão de super assinatura) + Acqua di Parma Rosa Nobile (rosa)

Escada Born in Paradise (frutal aberto) + Givenchy Eaudemoiselle (nota de rosa)

5. Remasterize os clássicos
Sabe aquele perfume que já existe no seu guarda-roupas de fragrâncias faz tempo, mas do qual você não desgruda? Faça-o ganhar ares novos trazendo notas mais modernosas com uma sobreposição.

Tente:

Givenchy Amarige (clássico) + Cartier Delices Eau Fruitee (moderninho)

Chanel nº 5 (clássico) + Lancôme Miracle (floral mais moderninho)

E para completar, três técnicas que garantem o sucesso absoluto das suas sobreposições!

A. Faça em dois tempos
Para balancear o resultado final, vale trabalhar com dois momentos de aplicação. Fragrâncias de assinatura olfativa mais encorpada, com notas mais doces, devem ser aplicadas primeiro. Na sequência, alguns minutos depois, borrife as fragrâncias mais leves, para que permaneçam mais frescas e abertinhas.

Tente:

Thierry Mugler Angel Eau Sucree (mais encorpado) + Guerlain Acqua Allegoria Limon Verde (mais levinho)

B. Ajuste o perfume ao horário
A sobreposição pode ser uma tática utilizada para transformar o perfume do dia em algo mais especial para a noite. Um exemplo: se você iniciou o dia com um floral levinho, construído a partir da peônia, da flor de laranjeira ou da rosa, traga mais profundidade e ousadia com florais mais robustos, que incluam notas de gardênia, jasmim ou tuberosa.

Tente:

Cartier de Lune (floralzinho do dia) + Bulgari Mon Jasmin Noir (floralzinho da noite)

C. Seja estratégica
Sobreposição não necessariamente significa aplicar uma fragrância por cima da outra. A sacada pode estar em aplicar diferentes fragrâncias em diferentes pontos do corpo. Uma fragrância nos pulsos e outra no pescoço, por exemplo.

Tente:

Cacharel Amor Amor (pulsos) + Donna Karan Be Delicious (pescoço)

Calvin Klein Euphoria (pulsos) + Gucci Flora (pescoço)

Apostar na sobreposição de perfumes ajuda você a se diferenciar, tendo uma fragrância única e ainda permite que suas colônias durem mais na pele. O mais incrível dessa técnica é que as combinações são infinitas, fazendo com que você faça uma verdadeira alquimia particular.

Acesse o nosso site e realiza o seu Layering com as nossas mais variadas fragrâncias: www.matrizdasessencias.com.br

Fontes: https://www.beautyeditor.com.br/blog-das-convidadas/guia-de-sobreposicao-de-perfumes-crie-sua-propria-fragranciahttps://blog.granado.com.br/sobreposicao-de-perfumes/