O Boticário: O segredo do sucesso

A estratégia de O Boticário inclui o desenvolvimento de produtos de alta qualidade, ações de marketing direcionadas e uma filosofia empresarial com foco nos valores naturais e humanos. Compreenda o propósito desta empresa e como garantir o seu grande sucesso.

Ao contrário de outras grandes empresas de cosméticos, como Natura e Avon, a estratégia de O Boticário tem se focado no modelo de franquia desde sua atuação neste mercado. Em seus mais de 40 anos de atuação, o número de lojas cresceu exponencialmente e passou a incluir outras marcas sob seu guarda-chuva, como Quem disse, Berenice®️, Eudora e The Beauty Box.

Em seus mais de 40 anos de atuação, o número de lojas cresceu exponencialmente e passou a incluir outras marcas sob seu guarda-chuva, como Quem disse, Berenice®️, Eudora e The Beauty Box. O mercado de beleza brasileiro é o que mais cresce no mundo nos últimos dez anos. Nesse segmento de mercado altamente competitivo, O Boticário se destaca como uma das organizações de maior sucesso, com mais de 3.600 lojas em todo o país. vezes maior que a rede de fast food McDonald’s!

Qual é a fórmula para a empresa que começou com uma pequena farmácia de remédios em Curitiba e se tornou um dos maiores impérios da beleza do Brasil? Produto exclusivo? Estratégia de marketing ousada? Uma proposta de valor forte? Ou está tudo junto?

Por favor, leia com atenção para descobrir!

A evolução de O Boticário de 1977 aos dias de hoje

O Boticário foi fundado em 1977 como uma pequena farmácia de medicamentos em São José dos Pinhais, mas seu fundador Miguel Krigsner sempre teve a intenção de desenvolver produtos e comercializar cosméticos.

A primeira franquia apareceu 3 anos depois. Em 1982, sua primeira fábrica foi inaugurada e a empresa continuou a crescer rapidamente.

Em 1985 é inaugurada a primeira loja da marca em Portugal e, em 1987, o grupo celebra a abertura da sua milésima loja.

A empresa foi eleita a melhor franqueada do Brasil pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e recebeu o título de melhor design de loja de shopping da América Latina pela International Shopping Center Association. Hoje, o Grupo O Boticário possui mais de 3.600 lojas em mais de 1.700 cidades do Brasil, e também administra Make B., Capricho, Intense, Quem disse, Berenice, The Beauty Box, Nativa Spa, Skinn e sua marca recém-adquirida, Vult Cosméticos, adquirido em 2018.

A empresa não é apenas uma marca que vende cosméticos criados e patenteados por terceiros, mas é dona de todo o processo de desenvolvimento de seus produtos.

O seu Laboratório de Biologia Molecular é um dos mais avançados do mundo no processamento de ingredientes naturais da biodiversidade brasileira e em estudos sobre fenômenos bioquímicos envolvidos no envelhecimento da pele.

Em relação à distribuição e venda, a empresa se destaca por adotar uma estratégia omnichannel para comercializar seus produtos.

É possível adquirir mercadorias d’O Boticário por meio do seu e-commerce, da venda direta e de suas lojas oficiais, que são o seu principal canal promocional.

No entanto, como claramente evidenciado em sua história, foi o modelo franchising o grande responsável pelo enorme sucesso de vendas da companhia e seu faturamento que ultrapassa os R$ 13 bilhões.

Mas o crescimento sólido do negócio também dependeu de uma série de outras iniciativas que merecem ser destacadas neste artigo.

A estratégia d’O Boticário e suas iniciativas de sucesso

O Boticário é uma companhia com uma história fantástica prestigiada com diversos eventos e personagens que contribuíram com sua evolução no mercado.

Entretanto, há alguns pontos fundamentais que nos ajudam a entender o seu enorme sucesso e podem inspirar outras empresas que também sonham em chegar ao topo. Confira!

Agregue valor à sua marca

O nome da marca é uma referência às suas origens. O termo “boticário” é uma antiga denominação para farmacêutico, e foi justamente pensando em homenagear os antigos profissionais da área que manipulavam receitas artesanalmente que Krigsner batizou a sua companhia como O Boticário.

Pensando em atender um público no qual a maioria é composta por mulheres em busca de soluções de beleza naturais, a marca se esforça em transmitir uma sensação de leveza, qualidade e frescor em seus produtos, algo que mescle o clima tropical do país com o perfil único da mulher brasileira.

Entretanto, antes de trabalhar a percepção dos seus produtos, O Boticário trabalha a sua chamada “essência corporativa”.

Obranding da empresa passou por uma reformulação em 2008 em que o principal objetivo era buscar promover a beleza não apenas como algo estético, mas um valor que torna as pessoas melhores.

Essa nova abordagem amplia a visão do consumidor sobre a companhia e também nos mostra como as empresas estão cada vez mais preocupadas em gerar uma transformação de dentro para fora, algo que autores prestigiados como Philip Kotler afirmam como essencial para a autenticidade do negócio.

Foque na qualidade dos produtos

Desde o início da sua trajetória, a empresa O Boticário nunca se limitou a ser apenas uma marca de cosméticos, assumindo toda a cadeia de produção desde a criação e aprimoramento dos produtos até a venda para o consumidor final.

A companhia atua, portanto, como um mercado completo, o que exige uma gigantesca estrutura física e administrativa inviável para empresas de pequeno e médio porte.

Entretanto, todo esse complexo tem um foco principal: a qualidade dos produtos. A organização garante a excelência das mercadorias desde a sua procedência e ainda utiliza ingredientes naturais do Brasil, país reconhecido mundialmente por sua biodiversidade e suas riquezas naturais.

Todo esse cuidado no desenvolvimento dos produtos agrega um enorme valor a eles e à marca, além de provar ao cliente que a empresa está realmente comprometida em entregar soluções de qualidade para o seu público.

Aposte em uma comunicação eficiente

Tal como outras grandes corporações do mercado, O Boticário não poupa esforços em criar campanhas publicitárias de sucesso.

Nos últimos anos, porém, a empresa vem se mostrando atenta a temas sociais importantes e se posicionando corajosamente como uma marca consciente, inclusiva e moderna.

Em 2015, a campanha do Dia dos Namorados intitulada “Toda Forma de Amor” apresentava casais heterossexuais e homossexuais trocando abraços e presentes da marca.

O vídeo causou polêmica entre grupos conservadores, mas acabou gerando uma repercussão muito positiva para empresa que foi pioneira em abordar, com o devido respeito, um tema com forte apelo social.

Um dos cases mais recentes foi a campanha do Dia dos Pais de 2018 em que um comercial foi feito apenas com atores negros. O vídeo no YouTube recebeu uma onda de “deslikes” e comentários negativos questionando a proposta de “diversidade da empresa”.

Diversifique seus canais de venda

Um dos pontos mais importantes para o crescimento exponencial d’O Boticário foi a diversificação dos seus canais de venda. Dessa forma, a empresa não apenas “cerca” o seu público, mas se torna apta a atender pessoas com contextos e comportamentos de consumo diferentes.

Mas há um detalhe muito importante nessa estratégia: O Boticário não é apenas uma companhia de vendas multicanais, ela é uma empresa omnichannel. Isso significa que seus diferentes canais de venda atuam de maneira conjunta dentro de uma grande rede comercial.

Sua loja virtual, por exemplo, apresenta um sofisticado sistema de geolocalização encarregado de comissionar revendedoras que se encontram dentro de um raio de distância baseado no CEP do comprador.

Esse tipo de recurso garante que os diferentes canais de venda não compitam entre si, mas se auxiliem mutuamente.

Explore diferentes públicos

Atualmente, a marca O Boticário conta com um portfólio de produtos com cerca de 600 itens classificados em cuidados para o corpo, tratamentos faciais, protetores solares, maquiagem, perfumes, desodorantes, sabonetes e shampoos, sendo esse o seu principal ramo de atividades e uma referência nacional e internacional no segmento.

A incorporação de outras marcas também faz parte da sua estratégia de diversificação. A Eudora, por exemplo, atende um público com um perfil etnográfico distinto do cliente padrão d‘O Boticário, a The Beauty Box é uma multimarcas que também oferece cosméticos importados e a Vult tem um posicionamento jovem e popular.

Essa variedade de categorias beneficia o cliente que procura por outros tipos de solução, mas seu principal propósito é acompanhar a expansão do negócio.

Quando uma empresa cresce e passa a atingir mais pessoas, a segmentação se torna inevitável. A organização é obrigada a atender essas novas demandas para manter o seu ritmo de crescimento.

É importante ressaltar, porém, que marcas distintas exigem modelos de negócio e estratégias de Marketing diferentes. É como se cada uma delas passasse a ser uma empresa por si só. O resultado pode ser espetacular, mas exigirá muitos investimentos e desafios de gestão.

Não tenha medo de crescer

Analisando o poderio empresarial que o grupo O Boticário detém nos dias de hoje, é difícil imaginar que há pouco mais de 40 anos a companhia não passava de uma farmácia com um plano de Marketing pra lá de ambicioso.

Com a ajuda de parcerias fortes e com o desejo de aprimorar a sua conexão com o consumidor, a empresa conseguiu se erguer de maneira relativamente rápida se apoiando, majoritariamente, em sua rede de franchising.

É, atualmente, a maior franquia do Brasil e aposta em iniciativas de inovação e sustentabilidade para manter a sua marca relevante no país.

Outro fator-chave é o investimento no treinamento dos franqueados e na profissionalização dos seus funcionários. A rede só é capaz de manter o seu sucesso com a ajuda de parceiros sólidos.

Na outra ponta, temos também o crescimento das micro franquias e a entrada de novos empresários que apostam em soluções inovadoras para otimizar os negócios do grupo.

Observando tantos investimentos, campanhas e estratégias grandiosas podemos nos sentir intimidados, mas é importante lembrar que nenhuma organização se torna gigante da noite para o dia.

Há uma essência por trás de todas essas iniciativas que podem ser incorporadas até por negócios que estão começando suas atividades e se inspiram nos grandes players do mercado.

Como você pôde conferir, existem inúmeros elementos que fazem da estratégia d’O Boticário um grande sucesso e, entre eles, descobrimos uma verdade incontestável: a empresa sempre sonhou alto e soube se beneficiar, com profissionalismo, de todas as oportunidades que surgiam ao longo de sua caminhada.

Este artigo fica por aqui, mas se você quer ajudar sua empresa a continuar crescendo, não deixe de ler nosso conteúdo sobre as estratégias de lançamento da Netflix!

Fontes: https://rockcontent.com/br/blog/boticario/